Histórico das Linguagens de Programação - Década de 1960

Histórico das Linguagens de Programação - Década de 1960

Esta página tem o resultado da pesquisa feita pelo aluno Juan Pereira sobre o histórico das linguagens de programação da década de 1960.


Ao final da década de 60 até o início da década de 70, várias linguagens de programação passaram por uma grande evolução, exemplo disso foi o Algol 60 que inovou a forma a forma de escrever códigos. Tornou se tão popular que evoluiu para o Algol 68.Mas se tornou defasada, graças a criação de outras linguagens.

Linguagem de programação APL:
É uma linguagem de programação dedicado a operações matemáticas. Surgiu por volta de 1962 através do trabalho do matemático canadense Kenneth Iverson, a proposta inicial era produzir uma nova notação matemática, menos sujeita as ambiguidades da notação convencional. Segundo seu criador tem como objetivo ser mais concisa. Na década de 1960 a IBM junto com Adin Falcoff, produziram a primeira versão da APL, quando seu interpretador ficou pronto. No geral programas em APL são pequenos e bastantes poderosos.
Os caracteres APL são compostos por um conjunto especial de símbolos que incluem, letras gregas, símbolos matemáticos convencionais e alguns símbolos que foram inventados. Este fato dificultou a disseminação da linguagem, após a criação das interfaces gráficas exigiam um hardware diferenciado para programar em APL.

Linguagem de programação SIMULA:
O simula e um conjunto de linguagens de programação, feitas para apoiar a simulação de eventos discretos, foi desenvolvida entre 1962 e 1968 por uma dupla de pesquisadores no centro norueguês em Oslo chamados de Kristen Nygaard e Ole-Johan Dahl. Eles utilizaram como base o ALGOL 60, sintaticamente simula é um super-conjunto do mesmo.
Kristen Nygaard começou a escrever programas de simulação computacional em 1957. Nygaard viu a necessidade de uma melhor forma de descrever a heterogeneidade e o funcionamento de um sistema. Para ir mais longe com suas idéias em linguagem de computador formal para descrever um sistema, Nygaard percebeu que ele precisava de alguém com mais habilidades do que ele tinha em programação. Ole-Johan Dahl juntou-se ao seu trabalho em janeiro de 1962. A decisão de estabelecer uma relação entre a línguagem e o Algol 60 foi feita um pouco depois. Por Maio de 1962 os principais conceitos para uma linguagem simulação foram definidos. "Simula I" nasceu.

Linguagem de programação BASIC:
A linguagem de programação basic ou (Código de Instruções Simbólicas de Uso Geral para Principiantes), ela foi criada com fins didáticos por professores de Dartmouth College, John Kemeny e Kurtz. BASIC também é o nome genérico dado a uma grande família de linguagens de programação derivadas do basic original.
A linguagem original foi projetada em 1963 por John George Kemeny e Thomas Eugene Kurtz, sendo implementada por uma equipe de estudantes de Dartmouth sob sua direção. BASIC foi projetado para permitir que os estudantes escrevessem programas para o Dartmouth Time-Sharing System.
BASIC é uma linguagem imperativa de alto nível, que pertence a terceira geração, ela é originalmente compilada e não é estruturada, por ter sido fortemente baseada no Fortran II, com o passar dos anos, ela evolui, criando condições de programação estruturada e até mesmo para orientada objeto.
Cada instrução em BASIC ocupa uma linha. Para usar mais de uma linha é necessário usar um caractere de continuação. Um dos aspectos mais conhecidos de BASIC era a utilização de numeração para as linhas. A maioria dos interpretadores possui um comando RENUMBER que permite renumerar todas as linhas de acordo com um intervalo pré-determinado. Alguns, mas não todos, dialetos mais modernos abandonaram os números e suportam a maioria, ou todas, as instruções de controle estruturada e declaração de dados, permitindo a construção de programas estruturados como em Pascal.

Linguagem de programação PL/1:
PL/1 (Programming Language One) é uma linguagem de programação desenvolvida pela IBM no meio dos anos 60. Oque eles previam era que fosse usado nas ciências, inteligência artificial e negócios. Por um período de tempo foi a principal linguagem ensinada na Universidade de Michigan Dearborn. Entretanto, a popularidade declinou nos anos recentes, devido à introdução de linguagens de programação mais modernas voltadas para o ambiente Mainframe. Sua principal função é o processamento/manipulação de dados; suporta recursão e alocação dinâmica.
Algumas características dela é Linguagem de programação imperativa e estruturada, de controle e recursividade do ALGOL 60, fortemente tipada, Subprogramas e E/S formatadas do FORTRAN, Manipulação de arquivos e registros do COBOL, Alocação dinâmica de memória e estruturas encadeadas do LISP e Operações de arrays do APL.

Linguagem de programação smalltalk-80:
É uma linguagem de programação orientada a objeto dinamicamente tipada, no smalltalk tudo é considerado objeto, não há tipos primitivos, por isso está linguagem é considerada puramente orientada a objetos. Tecnicamente, todo elemento de Smalltalk é um objeto de primeira ordem.
Os programadores definem classes de objetos em suas aplicações para imitar (ou simular) o mundo real. Estas classes de objeto são organizadas hierarquicamente, de modo que seja possível fazer novos objetos com características de outros objetos, com poucas mudanças.
O smalltalk evoluiu através de iterações existiram várias versões (71,72,76) e atualmente está no 80.

Outras:
A Linguagem de Programação Combinada (CPL) foi uma linguagem de programação desenvolvida no Laboratório de Matemática da Universidade de Cambridge juntamente com a Universidade de Londres, durante a década de 1960. O esforço na colaboração das duas universidades foi responsável pelo “Combinada” no nome da Linguagem de Programação (anteriormente o nome era Cambridge Programming Language).
A linguagem de programação SNOBOL 4 (StriNg Oriented symBOlic Language number 4) é a quarta e última encarnação de uma série de linguagens de programação específicas destinadas à manipulação de sequências de caracteres. É baseada nos princípios de correspondência de padrões (Em inglês: pattern matching) para solucionar problemas de manipulação de seqüencias. Estas linguagens foram desenvolvidas entre 1962 e 1967 nos Laboratórios Bell, da AT&T, por D. J. Farber, R. E. Griswold, e F. P. Polensky.

O que é uma linguagem de programação? É um meio de comunicação entre o homem e a máquina, a fim de criar um programa de computador para cumprir um objetivo especifico, um compilador e um programa ou um conjunto de programas que, a partir de um código fonte escrito em uma linguagem compilada cria uma semântica equivalente em outra linguagem,então pode-se inferir que essas linguagens foram usadas para construir outras e foram construídas a partir de outras.

Referencias:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_das_linguagens_de_programa%C3%A7%C3%A3o
https://www.infoescola.com/informatica/historia-da-programacao/
https://www.passeidireto.com/arquivo/22648758/historico-das-linguagens-de-programacao

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License